PRIMEIRO ATO DO ANO - A CARNE

Há tempo foi que me perdi e não percebi...bem, entre certo e errado fico por aqui mesmo.
D A R K~.^

EM TEIA

E um dia era só você e eu ali na escuridão de um silêncio ;
O desejo desenfreado risca a pele deixando a marca de um tesão descontrolado,
Então eu sou um rasgo profundo, afunda-te nele por puro prazer! 
 d a r K

TENTAÇÃO

Quero aqui e agora, venha cá, venha!

D A R K ^.~

ISSO É UM TESÃO POÉTICO (ulissesreis.blogsport.com.br)

Meia de renda

Meu segredo é lilás
Minha vontade lábios
Que de batom negro
Sim fico bamba
Me escondo de ti
E você de mim
Quero ver teus
Olhos, ler teu cheiro
Meu fetiche
Você subindo escada
Só salto e meia de renda
Sou louco, sexo é pouco
Quero te pegar
No elevador!
Não lá no poço
O que odeio, mentira
Se você é Dark
Me leva para o escuro
Deixa que o tato
Seja o guia, me arranhe
Meu herói é Byron
Minha fantasia
Pele branca tatuada
Me rendo ao coração
Quanto tenho parceira
Não sou metade
Sou um ser inteiro
Por isso quero a madura
Que seja no claro ou escuro
Sou serpente marginal
Sou bandido do poema
Quero interlocução
Com tesão

Ulisses Reis®
27/08/2010