DISTRAÍDA

Silenciosamente vamos querendo ficar só , distanciando, morrendo para alguns e ficando invisíveis para outros.
O tempo é cruel, eu diria que é um tanto sádico, nos quebra tentando virar do avesso. Os tombos e cicatrizes não é algo que se tem orgulho, e aquelas  ruguinhas desfalcando os traços outrora discretos, cabelos brancos e alguns disco fora de épocas( hernias), tantas perolas doídas... é tudo tão melancólico. Juro, ainda não descobrir a graça de envelhecer, só sei que em mim tá machucando sem dó (hihihihi disgraça)!
Por hora é apenas silêncio pedindo pra ficar em mim.
D A R K ^.~

Eduardo Costa vivendo e aprendendo

DISSE ELA

Olha, não é que eu seja ruim, maléfica ou assassina, mais se eu soubesse que te conhecer fosse doer tanto eu teria mesmo é te dado um tiro.Não tem a menor graça conhecer um alguém e depois querer bater a cabeça para vê se esquece a desgraça. não é possível sentir qualquer tipo de prazer enquanto seus sentimento, emoções, pensamentos estão no limbo. Não é aceitável ser o que você era quando os seus olhos se fecham para a vida , se a vida antes não tinha sentido agora então perdeu-se no nada! E sei que a culpa não é sua,foi o ego maldito que me colocou na tua estrada, tão logo você seguiu outra estrada e eu fiquei parada no meio do caminho sem orgulho sem nada. No fim,” se é que há um fim”, eu só preciso sentir alguma coisa além desse maldito desconforto de pensar que tenho asas e que foram arrancadas de mim. Acorde, acorde minha doce menina, o sol já está nas alturas e você não pode continuar ai deitada!