A PUTA DE FAZ DE CONTA

É mulher que não tem freio no corpo, principalmente na lingua e com as mãos.]
É voraz quando tem fome, não sabe fazer manha .
Gosta de alcançar sempre os galhos mais alto, estes são saborosos então.

Quando quer, mete a mão sem permissão e ai de quem ousar lhe negar ...
É puta de mesa, no chão, ou no colchão, faz quando quer por tesão.
Sem pudor tem o qui quer quando lhe convém, faz de refém o falso santo e se junta aquele que faz adesão ao prazer do tesão.
É dama ao amanhecer, cortesã em suas tarde, puta ao anoitecer.
É de furia bruta, joga-se aos braços de qualquer profano,somente pelo o prazer da luxúria.
Caprichosa  mulher de alguem, não se sabe de quem, fecha-se como ostra ao sinal de ameaça.
Só anda no salto, do fino perfume é o seu proprio de mulher.
É dona do lar, executiva, artesã, artista, modelo manequim ou palhaça,é poeta gotica,dona de botequim e afins, ou então, é simples vitíma em ser MULHER.
Tem  nome de Santa, carrega o peso da procriação, nasceu sem permissão; briga com o destino a cada esquina de luxo por ainda representar a imagem do lixo no chão.
Não ganha um tostão, mas vende o corpo por migalhas de sensação.
É mulher de cobiça do bicho homem, não apela o querer da paixão ou da emoção,é simplesmente o vicio do sexo que a faz PUTA DE FAZ DE CONTA.

D A R K

3 comentários:

  1. Caramba, mas que maravilha!
    Beijos, amei.

    ResponderExcluir
  2. Simplesmente, UAU!!!

    Não achei o ícone para virar seguidora do blog!, cadê?

    Obrigada por sua visita.


    ÓTIMA SEMANA PARA VOCÊ!!!


    Audeni

    ResponderExcluir
  3. Menina, fomos perfeitamente bem descritas! Tem coisa melhor que isso? Só somos de faz de conta porque nossa moeda é, como você disse, migalhas de sensação. Adorei!!!
    Saudades daqui!!!
    Beijos, minha linda!!!

    ResponderExcluir