DESEJOS ROUBADOS

É, excita-me; e porque?

Bem...! Digo que é pelo o fator indecência,  e não é meu, já foi emprestado, locado para outros.
Essa mania de saber que o secreto é sinal de perigo, o proibido causa mais emoções, o errado alucina e alimenta fantasias, logo vem o tesão de querer possuir.
O tenho ao alcance das mãos, mas logo essa alusão é dissipada e o desejo acalenta!
Aquilo com tanto sabor transforma-se, não há mais sentido roubar quando todas as portas se abrirem para você passar.

- Ah é tão arrebatador essa coisa que sinto quando me abraça, e pega com uma certa força sem me dar chances de fuga, essa boca ardente à queimar a pele, e quando pretensioso rosna feito fera na nuca? Urh!
As mãos firme puxa pra junto de corpo rígido fogoso, bendita vontade essa que provoca os sentidos, arrancamos as roupas rasgando-as peças, fúria do desejo de possuir a carne os fluidos.
Há tanta urgência nessa loucura-sádicos- masoquistas, puramente animais selvagens em estado de  êxtase.

D A R K

6 comentários:

  1. Miau!

    Hum essas loucuras sádicos- masoquistas, como tu bem disse, são as minhas preferidas ;) rsrs. Miaubeijokas querida! =^.^=

    ResponderExcluir
  2. Oh Gatinha travessa que bom te ter por aqui de novo.
    Nada como alimentarmos as preferencias ^.~

    ResponderExcluir