FANTASIAS DE MENINA


Lembro-me quando ainda menina, queria ser grande para me produzir como as damas de cabaré!
Elas sempre me pareciam estupidamente belas, poderosas a ponto de levar para cama os homens que quisessem tê-los em seus abraços farsante.
Ficava deslumbrada com seus seios fartos de peles branquinhas sobressaíndo-se do corpete delicamente enfeitados com rendas, fitas de  cetim e cordões dourados, sedutoras meias de barrados rendados e delicados sapatos Lolita.
Cabelos com cachos bem modelados e maçãs do rosto parecendo de menina-moça encabulada.
Lábios cobertos de carmir, resaltando desejosos sorrisos de malicias, como num convite a adormecer em  corpos bem preparados.
Damas de cinturas fina e ancas larga à deixar Senhoras pudicas enraivecidas de despeitos, eu, fascinada.
Eu menina, ensaiava horas frente ao espelho, sendo uma delas na calada da noite, onde eu era; LA BELA DONA; devidamente cortejada pelos os cavalheiros de alta classe.

Quando foi mesmo que perdi aquela menina sonhadora?

D A R K

2 comentários:

  1. E agora, minha deusa da foda? Vestes-te assim, ou nem por isso?

    ResponderExcluir